Ilusão Hipnótica

 

   Em um escritório espaçoso, um senhor de idade tosse fortemente e se segura em uma bengala, sentado em sua poltrona, observa sua estante de livros que fica atrás da sua mesa. Livros de psicologia, hipnose e psicanálise se localizam em peso nas prateleiras, no outro lado, um divã bem aconchegante, outra poltrona e, ao lado dela, uma mesinha com papel e caneta.
   O telefone toca e ele atende:
   - Sim? Uhum. Peça para entrar, será meu ultimo cliente de hoje, depois feche a agenda e já pode ir para casa. Boa noite.
   Um homem meio eufórico entra na sala e se deita no divã, ele segura suas mãos juntas ao peito, o senhor se levanta de sua poltrona e caminha lentamente até o outro lado da sala, enquanto isto, já começa a perguntar:
   - O que te tormenta, meu jovem?
   - Um sonho.
   - Pesadelo?
   - Não, foi um sonho bom.
   - Então, por que o tormento?
   - Foi um sonho tão bom que acordei e queria continuar sonhando, durante os dias seguintes, tentava forçar o sonho, mas não consegui. Você pode fazer volta-lo? Me fazer sonhar aquilo novamente?
   - Primeiro, me conte mais sobre este sonho, como ele era?
   - Foi lindo, algo que nunca tinha sentido antes, era puro e sereno, ao mesmo tempo em que era contagiante e alegre. Só me lembro do amarelo vibrante por todos os lugares, milhares de árvores com flores amarelas dominando o espaço inteiro, um gramado que leva até uma estrada que não termina nunca, no sonho eu corria entre as árvores, deitava no gramado e sentia o sol batendo na pele, era suave e gentil. Senti que não precisava de mais nada, queria ficar ali para sempre, respirando aquele ar perfumado, olhando a bela paisagem e me sentido vivo. Nunca me senti tão vivo em minha vida, apenas neste sonho. Eu quero voltar para lá, quero viver aquilo novamente, encontrar aquele tom de amarelo que vibra em minha mente.
   - E você se sente incapacitado de procurar estas sensações no mundo real?
   - Não existe tal lugar belo neste mundo e, se existe, não é de meu conhecimento. O que eu senti não foi real, foi em um sonho, eu sei disto. Mas parece que há algo lá, algo que me chama de volta, não sei se você acredita, mas meu coração pede que eu volte lá.
   - Você segue muito pelo sentimento?
   - Não, foram raras as vezes que fui tão emotivo, sempre fui muito racional.
   - Bom, eu nunca tentei, mas talvez eu poça te induzir a ter tal sonho novamente. Agora apenas feche seus olhos e relaxe, respire profundamente e se concentre apenas na respiração. Mentalize que você é uma criança. Vou contar até 3 e irá...
   Ele tosse fortemente e o homem acaba abrindo os olhos, despertando da hipnose. O Senhor fala:
   - Me desculpe, deixe-me tentar algo mais avançado.
   Ele retira de um de seus bolsos um pendulo de ônix e pede para ele continuar deitado e seguir suas instruções:
   - Olhe fixamente para a pedra e concentre em sua respiração.
   O senhor começa a balançar de leve o pendulo e continua a instrução:
   - Não mexa a cabeça para acompanhar a pedra, use apenas os olhos. Pouco a pouco, você se sente mais cansado, exausto, sonolência vem, pouco a pouco você fecha os olhos. Mentalize que está caminhando por uma estrada longa, o céu está azul e o sol a pino. Construa seu sonho, o mesmo lugare que visitou naquela noite, tudo igualzinho.
   Ele para o pendulo e o guarda, pega o papel e a caneta e começa a anotar algumas informações. Ele pergunta ao paciente:
   - O que vê?
   - Vejo as árvores com flores amarelas, o gramado verde, a estrada sem fim.
   - Sente o mesmo que antes?
   - Sim, é muito bom, estou livre novamente.
   O senhor se levanta cuidadosamente e vai em direção a sua outra mesa, no caminho, ele tosse forte, perdendo o equilíbrio, cai no chão e continua a tossir. Sua visão fica turva e a falta de ar aparece. Em suas ultimas agonias tenta alcançar o telefone, mas antes de conseguir, suas forças acabam e morre em sua sala.
   Em sua hipnose, o homem continua no sonho, vivendo naquele lugar belo que sua mente havia criado, no refúgio de seus desejos e no abrigo de seus sentimentos mais puros.

 

 

 

Enquete

O que você achou to conto "Ilusão Hipnótica"?

incomodou bastante. (1)
100%

incomodou. (0)
0%

gostei. (0)
0%

não gostei. (0)
0%

não entendi. (0)
0%

não li. (0)
0%

Total de votos: 1

Comentários:

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário