Noite sob Vênus

 

 
Entre o Sol e a Lua, o amanhecer e a noite, eu vi um ponto brilhante no céu escuro, é Vênus, planeta com nome de deusa e aparência de estrela. Um desabafo recito num quarto iluminado pela alma:
   “Um dia, quando eu acordei, te vi, do mesmo jeitinho que está agora. Lembro-me de conversar contigo em minhas manhãs solitárias e depois passar o dia pensando em ti. Era engraçado ou triste a minha situação? Aprendi a conversar contigo, não te escuto falando, mas sinto suas palavras em meu coração.
   Esta noite é minha? Então por que está a brilhar só para mim? Por que só há você brilhando neste céu? É um sinal? É maldição? É amor platônico que vivo ou desgraça de viver como poeta? Sofro ou amo?
   És tu minha companheira de noites solitárias? Pois se estou contigo, solitário não mais estou. Por que nunca deu certo? Por que para o poeta é tão difícil? Desconhecemos o amor tanto assim? Então por que escrevemos por ele, para ele e com ele?
   Você tem o céu só para ti, mas eu tenho o meu quarto só para mim. Convite para o céu? Fazer-te uma companhia? Transforma meu amor em luz que vou até ai, brilhar juntinho de você. Mas a distância não deixa, eu aqui e você ai. Ambos admirando a solidão um do outro.
   Sem sono e você também. Ficar ao acaso da noite, entre realidade e sonhos, fantasia e desejo, insônia e calma. Na eternidade de uma hora sem ninguém, o pensamento vai longe, poetiza e critica, risadas ao lembrar-me de sofrimentos passados e raiva de ainda não ser feliz.
   Brilhante como estrela, possui nome de amor puro e és grande como planeta, posso fazer-lhe pedido? Só quero um! Promete que se realizará? Brilhe para mim até eu pegar no sonho? Único desejo para uma única noite.”
   Deitado na minha cama, ainda te vejo brilhando pela janela, a brisa vem e parece alguém me cobrindo de carinho e amor. Respiro e fecho os olhos, em instantes, vejo a luz se transformar em água, bebo saudosamente e me transformo em luz destinada a brilhar, solitário na escura e eterna noite sem lua, amando aquela que me observa. 
 
Veja a Galeria de Imagens Clicando na IMAGEM e assista também o vídeo. Não esquecendo de comentar.

Enquete

O que você achou do conto "Noite sob Vênus"?

Incomodou mastante. (2)
100%

incomodou. (0)
0%

gostei. (0)
0%

não gostei. (0)
0%

não entendi. (0)
0%

não li. (0)
0%

Total de votos: 2

Comentários:

Identidade

Thais | 18/07/2011

Uma coisa importante: tudo que você escreve é algo que todos vivemos em algum período de nossas vidas. Pos isso gosto tanto, porque me identifico. Parabéns por mais este conto!

bjssss

Novo comentário