Vómito de Rato

 

 
   Cidade já escura, me encontro em um lugar diferente. Não fui para julgar, mas sim para conhecer e de acordo com o que presenciei e vivi, posso afirmar com notório saber que conheci o local onde se encontra toda a escória da humanidade e toda a podridão de mentes fracas intelectualmente.
   Eu não tomei nenhuma gota de álcool e em minha mais sã consciência, tudo o que conseguia ver, era uma multidão de ratos e ratazanas que me rondavam, uns mais nojentos, outros mais fedidos, mas todos igualmente e assustadoramente pobres como ratos.
   Eu aguentei cerca de seis horas uma ânsia colossal, uma vontade vomitar em qualquer direção que eu olhasse. Não importava onde eu estivesse, me escondendo ou observando, em todos os ângulos, a ânsia vinha impiedosa.
   Ao som de uma batida repetitiva e pobre, na frequência mais tosca, a multidão de ratos dançava, julgando aquilo ser música. A pobreza estava escrachada em todos os lugares. Aquela poluição sonora, aquele veneno para os ouvidos deve impedir que qualquer um ali possa admirar uma sinfonia de Mozart, a recitação de um poema de Shakespeare e até mesmo o discurso de um bom politico.
   A bolsa de valores despencava a cada passo que eu dava, os manipulados ratos de laboratório parecem celebrar a própria covardia e a própria falta de humanidade. Sob uma luz piscante, eles pareciam tentar esconder as faces, esconder a podridão dentro de cada um, e isto, com a maior naturalidade.
   Eu não tenho medo nenhum de denunciar o que conheci hoje, de tirar as máscaras de cada um que lá se encontrava, até mesmo, porque eu tenho certeza que nenhum deles tem capacidade intelectual, filosófica, política, cultural e até espiritual para compreender as minhas palavras. Muito menos entrar no meu site.
   Sai de lá com tédio e ao mesmo tempo aterrorizado. Com tanto acesso a informação, a cultura e meios incontáveis de comunicação, a humanidade parece não dar a mínima e joga tudo no lixo. São essas as pessoas que controlam nosso país? Que ditam o que é entretenimento e diversão? Pois eu tenho certeza que não, se botassem fogo com todos dentro, nossa cidade só estaria um pouco mais livre de ratos, mas estes aparecem muito rápido, se multiplicam como se fossem coelhos.
   Chego em casa e a ânsia de vómito não cessa, tenho que tirar este incomodo do meu estômago. Sei muito bem que não conseguirei dormir antes de fazer isto e escolho publicar o meu desgosto, publicar o meu conhecimento para que outros não cometam o mesmo erro e denunciem a podridão que se concentra nesta cidade.
   Denunciem esta covardia, este crime contra a razão e contra o futuro. Em que cidade viverão nossos filhos se esta palhaçada continuar? Qual será o futuro deste país se ele está infestado de ratos? Uma grande lixeira talvez? Um país pobre em ideias, em cultura e em espírito. Ninguém ali presente vale mais do que o meu vómito e nem cheira melhor também. 

 

Enquete

O que você achou do conto "Vómito de Rato"?

Incomodou bastante. (0)
0%

incomodou. (2)
40%

gostei. (3)
60%

não gostei. (0)
0%

não entendi. (0)
0%

não li. (0)
0%

Total de votos: 5

Comentários:

Incomodou

Katita | 19/09/2011

Mas eu queria saber aonde vc foi que te fez sentir tal repulsa?
Existem canais de produção "artística" que estão preparadas pra produzir produtos direcionada a grande massa, esta não foi educada, não teve oportunidades que talvez nós pudemos ter. Essa repulsa é natural, queríamos poder ter mais pessoas com mais informação e educação pra poder trocar mais idéias produtivas....E amanhã não termos medo de que mundo nossos filhos vão poder curtir....

Novo comentário